Titulação Potenciométrica

Titulação potenciométrica é um método volumétrica em que o potencial entre dois eléctrodos é medido (eléctrodo de referência e indicador) como função do volume do reagente adicionado.
 
As titulações potenciométricas são preferidas às titulações manuais, pois são mais precisas. São também mais facilmente adaptáveis a automação, onde sistemas de titulação automáticos podem processar volumes de amostra maiores com o mínimo de envolvimento do analista.

A titulação potenciométrica é um meio útil de caracterização de um ácido. O pH de uma solução é medido em função da quantidade de titulante adicionado. A mudança de pH é pequena até ao ponto final onde existe um ponto de mudança. A força de um ácido ou base determina o ponto de mudança. O ponto final é encontrado pelo gráfico de pontos e determinação da localização súbita do pH.
 
A titulação potenciométrica acontece quando um eletrólito é medido usando um analito. Esta medida é conseguida usando dois eléctrodos, um eléctrodo indicador e um de referência. Os dois eléctrodos juntos formam meia célula que segura o potencial elétrico. O cálculo final ou conclusão é a gota que ocorre quando o teste está completo entre os eléctrodos indicador e de referência.
Qualquer Titulação ácido-base pode ser realizada potenciometricamente. Dois eléctrodos, após calibração [relacionar potencial, em milivolts (mV) com um valor de pH] estão imersos numa solução do analito. Um é um eléctrodo indicador, seletivo para H3O + e outro um eléctrodo de referência estável. A diferença de potencial, que, após a calibração é pH, é medida após a adição sucessiva de incrementos conhecidos de ácido ou base titulante.
 
Quando é feita uma titulação potenciométrica, o interesse é focado sobre alterações na emf de uma célula eletrolítica quando um titulante de concentração conhecida é adicionado a uma solução do desconhecido. O método pode ser aplicado a todas as reações titrimétricas desde que a concentração de pelo menos uma das substâncias envolvidas possa ser seguida por meio de um eléctrodo indicador adequado. A curva de titulação pode ser seguida ponto por ponto, traçando como ordinante, sucessivos valores de célula emf (pH) vs. o correspondente volume de titulante adicionado.